10/10/2018 às 08:30
Destaques - José Grisolia Filho

 O 1º turno

O candidato do PSL a Presidente da República, Jair Bolsonaro, classificou-se em primeiro lugar, com 46,06% dos votos válidos na eleição de domingo. Não fosse o melhor desempenho de Fernando Haddad no Nordeste do País, teria ganho no primeiro turno. O candidato do PT fez 29,23% dos votos e é o segundo classificado para o segundo turno, que ocorrerá no último domingo deste mês, dia 28. Bolsonaro, além de classificar-se  com grande votação, multiplicou resultados em todo o Brasil, elegendo bancadas do PSL (Partido Social Liberal) para o Senado, Câmara dos Deputados, Câmara Distrital (Brasília) e Assembleias Legislativas Estaduais. No Rio Grande do Sul, candidatos do PSL à Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa do Estado, estão entre os mais votados. Com Bolsonaro candidato a Presidente da República, a bancada do PSL, que tinha apenas um deputado, com a eleição de domingo, passará  a ter, na nova Legislatura que inicia em 2019, 52 parlamentares, que seria a segunda maior bancada na Câmara dos Deputados. A bancada do PT é apontada como a maior, com 61 cadeiras no parlamento.

------------------

No Rio Grande do Sul, Bolsonaro foi o mais votado. Obteve 3.353.463 votos e alcançou o percentual de 52,63%  dos votos válidos. Haddad aparece a seguir, com 1.453.201 votos, que correspondem ao percentual de 22,81%. Na sequência, estão Ciro Gomes, que obteve 724.411 votos, (11,37% dos votos apurados) e Geraldo Alckmin, 350.781 votos, número que significa  5,50% da votação obtida pelos candidatos a Presidente da República no Rio Grande do Sul.

------------------

Em São Luiz Gonzaga, Bolsonaro fez 8.540 votos (45,02%), Haddad somou 6.943 sufrágios, Ciro Gomes, 1.966, Geraldo Alckmin, 684 e João Amoêdo, 248 votos. Dos 27.169 eleitores inscritos para votar em São Luiz Gonzaga, apenas 20.281 compareceram. Os votos válidos foram 18.968, com o abatimento dos votos brancos e nulos. Em relação aos votos válidos, cerca de 9 mil eleitores não compareceram ou votaram branco e nulo, em São Luiz Gonzaga.  

 -----------------

Para o Governo do Estado, Eduardo Leite (35,8%, PSDB), vai para o segundo turno com José Ivo Sartori (31,1%, MDB). Para o Senado, Luiz Carlos Heinze (PP) surpreendeu (as pesquisas não revelaram seu potencial de votos) e foi o candidato ao Senado mais votado, com 21,88% dos votos no RS. A segunda cadeira ficou com Paulo Paim (PT), com 17,73% da votação destinada aos candidatos ao Senado no Rio Grande do Sul. Será o terceiro mandato de Paim no Senado.

--------------

Um são-luizense foi eleito para o Senado da República, pelo Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de Arolde de Oliveira, filho de Horácio Gonçalves de Oliveira. Pecuarista e dono de um comércio para compra de couros de animais bovinos, “seu” Horácio gostava de fazer política e era pessoa muito conhecida em nosso meio. Depois de 1964, militou na oposição, mas era amigo pessoal e apoiador de Perachi Barcelos na sua campanha a governador do Estado. Essa amizade teve nascedouro quando ambos serviram na Brigada Militar. Ele revelava muito orgulho da trajetória do filho. Arolde fez o ginasial no Ginásio Santo Antônio de Pádua, foi aprovado para ingresso na Escola Preparatória de Oficiais do Exército em Porto Alegre e fez carreira militar, que interrompeu para ingressar na iniciativa privada. Depois foi a vez da política, sendo eleito para deputado federal pelo Rio de Janeiro, onde constituiu família e se radicou definitivamente. Depois do falecimento dos pais em São Luiz Gonzaga, Arolde periodicamente visitava São Borja, onde residia sua irmã, Heloísa Oliveira Gattiboni (já falecida), esposa do empresário José (Zeca) Valentim Gattiboni (também falecido).

--------------- 

Bancada gaúcha na Câmara dos Deputados tem renovação de 38%, com a eleição de 12 novos parlamentares. O candidato mais votado foi Marcel Van Hatten (Novo). E na Assembleia Legislativa do Estado, das 55 cadeiras, novos deputados ocuparão 31, o que corresponde ao percentual de 56,3%. O mais votado foi o Tenente Coronel Zuco (PSL).

------------------

No Rio Grande do Sul, as mudanças desejadas pelos eleitores aconteceram. Na Assembleia Legislativa, a renovação foi de 56,3% e na bancada gaúcha na Câmara dos Deputados, chegou a 38%.

----------------

O segundo turno, para Presidente da República, coloca Jair Bolsonaro (PSL) como favorito, porque já tem 46% obtidos no primeiro turno. Se essa votação se repetir no segundo turno, o que é possível, porque os eleitores são os mesmos, falta-lhe apenas mais 4% para ter os 50% mais 1 voto necessários, para ser o vitorioso. Já Fernando Haddad (PT), com 29% obtidos no primeiro turno, em tese precisa conquistar mais 21% para chegar aos 50% mais um voto.

----------------

A situação é diferente para o Governo do Estado, no Rio Grande do Sul, onde os candidatos tiverem votação muito parecida no primeiro turno – 35,90% para Eduardo Leite (PSDB) e 31,11% para José Ivo Sartori. Essa diferença, por ser pequena, vai exigir dos dois candidatos, procurar apoio entre os partidos cujos candidatos não se classificaram para o segundo turno.

----------------

O horário gratuito para o segundo turno vai iniciar na próxima sexta-feira, dia 12 de outubro, feriado nacional.

-----------------

Fernando Haddad declarou segunda-feira, no Jornal Nacional, mudanças em seu programa de governo, para ter fisionomia mais próxima a Social-Democracia e assim conquistar eleitores que estavam fora de sua órbita política. Jair Bolsonaro, por sua vez, disse que reduzirá os ministérios de 29 para 15 e boa parte das estatais serão extintas ou colocadas à venda. Ambos não endossaram manifestações de correligionários, porque não estavam afinadas com suas propostas políticas e administrativas.

---------------------

Almoço de Ideias

Nesta quarta-feira, a ACI vai realizar Almoço de Ideias no Espaço Messa, para comemorar 85 anos de atividades. A atração será palestra do prof. Marcelo Blume, sobre desenvolvimento. Hoje pela manhã, ainda é possível adquirir cartões de ingresso na sede da ACI, na Galeria do Comércio.    

 

Rodízio de Pizzas

Sexta-feira, o Restaurante Chaplin realizará seu tradicional rodízio de pizzas. O custo é de R$ 20,00 por pessoa. No anúncio do Chaplin, na página de classificados, os interessados terão mais informações.

 

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais notícias em Geral