13/02/2014 às 14:37
Os melhores da música gauchesca em 2013

Momento difícil esse. Opinar sobre os melhores da música gauchesca em 2013. Quem se destacou? Ano passado, abri mão dessa responsabilidade. Mas este espaço também é de opinião. E portanto, vamos a ela.

Melhor DVD e destaque do ano- Chiquito & Bordoneio

 


Sem dúvida, o melhor entre todos os trabalhos foi o DVD gravado para celebrar os 25 anos de carreira do grupo Chiquito & Bordoneio. Não só pela história de Chiquito, fundador de Os Monarcas, pela estrutura de palco, cenários, mas também pela constelação de estrelas que abrilhantaram o show: nomes como Os Serranos, Os 3 Xirús e a antiga formação de Os Garotos de Ouro tornam o disco uma espécie de “vitrina” daquilo que de melhor sabemos fazer quando o produto é música de qualidade. Neste quesito, méritos também para os excelente s DVDs de Walther Morais, gravado em Caxias do Sul e do Tche Guri, gravado na Bahia.

Melhor grupo de baile-João Luiz Corrêa

Foi um ano de palcos lotados, galpões entulhados de gente, de uma Semana Farroupilha grandiosa. Como não lembrar as fotos postadas nas redes sociais pelo Joca Martins, Luiz Marenco, César Oliveira & Rogério Melo (finalista ao Grammy)? Mar de gente, por todos os lados. Um grande conjunto de baile? São vários. Entre os maiores, Os Monarcas, Os Serranos e João Luiz Corrêa & Grupo Campeirismo. No quesito qualidade”, empate técnico. Mas no critério ( de desempate) animação no palco”, dá João Luiz Corrêa,100 por cento. Pela simplicidade, pelo talento, pela alegria, pelos grandes gaiteiros Juliano e Lincoln. Sabe, como poucos, valorizar os fãs. Tanto que delegou a eles a tarefa de escolher, via internet, o repertório das 15 músicas que farão parte do próximo DVD, a ser gravado em Vacaria. Defendeu os rodeios e ainda incorporou um Papai Noel laçador. João Luiz Corrêa & Grupo Campeirismo, o melhor grupo de baile do ano!

Melhor música- “Sem Tinta”/ Jorge Guedes e João Sampaio

E que surpresa acompanhar a volta de Jorge Guedes aos estúdios de gravação! Depois de 15 anos, nos presenteou com um CD sensacional, que traz também a melhor música de 2013: “Nego Betão”, a última homenagem a um campeiro lá de Santo Antônio das Missões, que faleceu um dia após Guedes se apresentar no Jornal do Almoço, para todo o estado, interpretando a canção, composta em parceria com João Sampaio. No mesmo CD, outra daquelas de lavar a alma: “Um Pedido a São Miguel”. Aqui, méritos também para outras duas músicas que marcaram o ano: Meu Mundo, Gaita e Cavalo, do Tunão Pereira e Madruga, gravada por Os Tiranos e “Alma de Gaita”, de João Alberto Pretto e Luiz Lanfredi, que dá nome ao CD lançado por Os Monarcas.

Melhor cantor- Paulo Fogaça

2013 foi também o ano das grande coletâneas e regravações. Várias se destacaram: Régis Marques, com músicas do Leonardo, Os Serranos, finalista ao Grammy Latino com o trabalho em que regrava, pela terceira vez, sucessos gaúchos e ainda Paulo Fogaça, cantando José Cláudio Machado. Esse mostra que Fogaça é muito mais que vocalista do “Bordoneio”. É um de nossos melhores cantores. E, principalmente devido a este CD, o melhor de 2013.

Melhor CD- Os Serranos

E qual terá sido o melhor disco? A mais difícil das escolhas. Talvez, tenha havido um empate técnico entre “Os Serranos Interpretam Sucessos Gaúchos III” e “Sem Tinta”, dos Guedes. Mas pelo repertório que inclui alguns dos nossos maiores clássicos, o primeiro lugar vai também para a coletânea do grupo de Toco e Edson Dutra. Mérito que deve ser dividido com os artistas que tornaram essas músicas um sucesso, como Elton Saldanha e Luiz Marenco, e também com os compositores, de primeira linha, que as eternizaram.

Revelação- Germano Fogaça e Lawrence Wendt

Por fim, todo o ano, surge, ou pelo menos, deveria surgir, uma grande revelação! Neste ano ela veio de Santa Maria: são os estudantes de engenharia Germano Fogaça e Lawrence Wendt. Com muito bom humor, criaram uma paródia bem gaudéria de um funk de MC Gui (Lek Lek). Postada no You Tube, o “No Barulho do Meu Relho” foi um sucesso (quase 700 mil visualizações), que acabou indo parar no mais recente CD de Os Garotos de Ouro. A partir daí, os guris não pararam mais. E gravaram várias outras versões gauchescas para funks de sucesso. Pura diversão! 

Fonte: por Giovani Grizotti;G1/RS

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais notícias em Geral