09/09/2016 às 15:01
Senador Paulo Paim visitou São Luiz
O senador Paulo Paim (PT) transitou nesta sexta-feira por São Luiz Gonzaga, na sua passagem pela região das Missões, tendo como destino a cidade de Santa Rosa, para participar de um encontro para debater Democracia, CLT e Previdência, que se realizará nesta noite.
 
 
Em visita a este jornal, acompanhado de Jorge Duarte de Moraes, Paulo Paim disse que o PT está superando as dificuldades decorrentes dos casos de corrupção que envolveram lideranças do partido. Para ele, a base do partido não foi contaminada, porque nesse espaço predomina a raiz histórica do PT, e isso explica a mudança que começou a acontecer com o impeachment da presidente Dilma Rousseff, sem crime, no seu entendimento.
 
 
Disse Paulo Paim, que essa reação do partido, renovando a sua relação com a classe trabalhadora, se testemunha na boa repercussão de candidatos petistas nas Eleições Municipais. Em Porto Alegre e nas principais cidades do Estado, o PT está na ponta da preferência dos eleitores, informam as pesquisas. Por isso, considera que o partido vai manter sua posição no ranking partidário do País, o que classifica como equilibrado, face o quadro de dificuldades que precisou enfrentar. Quanto a decisão do Senado, de não cassar os direitos políticos de Dilma Rousseff, considera uma decisão definitiva, de difícil retorno, embora já seja tema no Supremo Tribunal Federal. Indagado sobre a campanha mantida pelo PT, por Diretas Já, terá resultados a curto prazo, Paulo Paim disse que essa é uma bandeira permanente dos brasileiros que não aceitaram o golpe.
 
 
EM FAVOR DA UERGS – O senador Paulo Paim deu conhecimento que durante todo o seu mandato no Senado, tem destinado sua verba para emenda parlamentar, integralmente para a UERGS, o que significa um encaixe de R$ 10 milhões que repassa por ano à Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. Por outro canal de repasse de recursos, Paulo Paim destina R$ 250 mil para todos os 497 Municípios do Estado, em rodízio, o que garante duas destinações por Município em cada um de seus mandatos de senador. Esse repasse é feito indistintamente, sem saber que partido governa estas cidades, que fazem sua aplicação de acordo com as avaliações feitas pelos prefeitos.
 
 

Em sua visita ao jornal, nos presenteou com exemplares da Constituição do Brasil, do Estatuto da Criança e do Adolescente, um resumo do sistema de cotas para ingresso no ensino superior público, um livro de sua autoria com o nome de “Pátria somos todos” e, ainda, uma publicação em quadrinhos que recupera sua história pessoal.   

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais notícias em Política