16/06/2017 às 11:10
“Junho Vermelho” chama a atenção sobre a doação de sangue
“Junho Vermelho” chama a atenção sobre a doação de sangue
Várias capitais brasileiras iluminam seus símbolos em vermelho para chamar atenção à campanha

No dia 14 de junho, foi celebrado o Dia Mundial do Doador de Sangue, data estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2014. Mas durante todo o mês de junho, é promovido o “Junho Vermelho”, para conscientizar sobre a doação de sangue.
As transfusões de sangue são necessárias em situações cotidianas, como as que envolvem vítimas de acidente, pacientes cirúrgicos ou outros casos clínicos. Neste ano, o “Junho Vermelho” tem foco nas situações de emergência, como desastres naturais, acidentes de trânsito e conflitos armados, que geram exigências substanciais de assistência à saúde e aumentam a demanda por transfusões de sangue. A campanha alerta para a importância da provisão de sangue adequada e para o engajamento da população para assegurar doações nestas situações e ao longo do ano.
O objetivo é conscientizar para a importância do ato de doar, já que o sangue não tem substituto e, por isso, a doação voluntária é fundamental e pode salvar muitas vidas. “Se cada cidadão saudável doasse sangue pelo menos duas vezes por ano, não seriam necessárias campanhas emergenciais para coletas de reposição de estoques”, destaca Helena Cunha, diretora da Hemorrede do Estado. Segundo ela, toda pessoa em boas condições de saúde pode doar sangue sem qualquer risco ou prejuízo à sua saúde.
Confira os pré-requisitos para a doação de sangue:
Estar em boas condições de saúde; apresentar documento oficial de identidade com foto; ter idade entre 16 e 69 anos, sendo que os candidatos a doadores com menos de 18 anos deverão estar acompanhados pelos pais ou por responsável legal; pesar no mínimo 50 Kg com desconto de vestimentas; o limite de idade para a primeira doação é de 60 anos; não estar em jejum e evitar alimentação gordurosa; ter dormido pelo menos seis horas antes da doação; não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação; não fumar pelo menos duas horas antes da doação.
 

Comentários

Nenhum Comentário. Deixe o seu comentário!

Mais notícias em Saúde